Como acompanhar as notícias

19, abr, 2021 | Artigos | 0 Comentários

 
Por Cristian Derosa
 
 

A facilidade com que nos mostramos indignados com coisas pequenas, efêmeras e limitadas a aspectos muito secundários da vida, denuncia qual é o nosso modo de pensar e a fonte das nossas informações.

Quem está diariamente diante das notícias, seja da grande mídia ou mesmo da mídia independente, tem a impressão de estar informado. No fundo está apenas se desligando do concreto e ligando-se ao efêmero. Alguém lembra de uma notícia lida na última semana? Certamente não. No entanto, se ao invés de buscarmos notícias mais recentes com avidez de viciados no Twitter, dedicássemos mais tempo à leitura de livros ou à conversa com amigos sobre dramas profundos de nossas vidas, talvez pudéssemos entender melhor o verdadeiro alcance de uma notícia, por exemplo, sobre o mais novo escândalo envolvendo algum político. Saberíamos que aquele fato é tão efêmero quanto ilusório, fruto de uma parcela ínfima da realidade, que poderia nos tomar o tempo por talvez alguns segundos.

Como jornalista, experimento períodos de grande atenção às novidades noticiosas. Certa vez, porém, resolvi me afastar para ler os livros que sentia que precisava e que não estava tendo tempo. Cerca de alguns meses depois, em conversa com amigos sobre as notícias mais recentes, sobre as quais eu pouco ou nada sabia, percebi que a apreensão e interpretação deles era incrivelmente superficial e eu, apesar de distante das notícias, entendia muito melhor o contexto em que elas haviam ocorrido.

 
Entrevista de Cristian Derosa em nosso canal do Youtube: https://youtu.be/SwJSAJI9jYQ
 
Inscreva-se em nosso canal no Telegram: https://t.me/editoradanubio

Artigos recentes

O eclipse da Igreja

Em La Salette, Nossa Senhora nos avisou: “Roma perderá a fé e se tornará a sede do Anticristo”. Não será a Santa Igreja, indefectível pelas promessas de Cristo, que perderá a Fé: será a seita que ocupa a Sé do Santíssimo Pedro e que hoje vemos propagando o anti-evangelho da Nova Ordem Mundial.

Afinal, para que servem as ciências humanas?

O mundo moderno só consegue atribuir valor ao que tem utilidade prática imediata, ao mesmo tempo que luta por manter as coisas que realmente importam e não tem utilidade prática alguma, como o amor consciente que só se observa na espécie humana, o simples ato de ouvir uma música, jogar com os amigos ou bater papo com alguma pessoa querida.

Como acompanhar as notícias

Resolvi me afastar para ler os livros que sentia que precisava e que não estava tendo tempo. Cerca de alguns meses depois, em conversa com amigos sobre as notícias mais recentes, sobre as quais eu pouco ou nada sabia, percebi que a apreensão e interpretação deles era incrivelmente superficial e eu, apesar de distante das notícias, entendia muito melhor o contexto em que elas haviam ocorrido.

O Elogio do Conservadorismo

R$89,90

Fora de estoque

Detalhes do autor

Cristian Derosa

Mestre em jornalismo pela UFSC e autor dos livros: “A transformação social: como a mídia de massa se tornou uma máquina de propaganda”(2016), “Fake News: quando os jornais fingem fazer jornalismo”(2019) e Fanáticos por poder: esquerda, globalistas, China e as reais ameaças além da pandemia (2020). Editor e colunista do site Estudos Nacionais e aluno do Seminário de Filosofia de Olavo de Carvalho.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X