Um católico sem porrete na mão

23, jul, 2021 | Artigos | 1 Comentário

 
Por Cesar Ranquetat Jr.
 
Sou cristão e católico e basta. Nem tradicionalista, nem progressista, liberal ou conservador. Católico sem porrete na mão e sem catolicômetro. Vir catholicus, no sentido franciscano de universalidade, plenitude, totalidade e integralidade, Para além dos opostos e dos antagonismos humanos e meramente humanos.
 
O Espírito cristão é incompatível com o particularismo e o sectarismo, assim como não combina mais com uma fé barroca e uma apologética rococó. Tradição sem ismos, com a Igreja de Pedro, Paulo e de João, com a Roma Eterna sempre.
 
Faça o download GRATUITO do 1º capítulo do livro “Vírus e Leviatã”: https://oferta.editoradanubio.com.br/preview-virus-e-leviata
 
Se estamos no final de um ciclo, no final de um mundo, próximos do retorno glorioso de Cristo Rei devemos estar preparados e armados para a última navegação, sem medo, murmúrios e ranger de dentes. O passado passou e a Tradição é integrada na Renovação última, pois estamos mais próximos do Ômega do que do Alfa. Não existe ressurreição sem morte, não há transmutação interior e elevação sem queda. Neste sentido, sem querer suscitar polêmicas e discussões estéreis, é preciso afirmar com serenidade, clareza e simplicidade: sempre com a Igreja de Cristo, pois amar a Igreja é amar o Rei dos Reis e amar a Cristo e amar ao Pai Celeste.
 
Que o Pastor e Navegador nos conduza à outra margem. Ficar parado é morrer aos poucos.
Cristo é o comandante deste drama que começa no Jardim do Éden, passa pela Queda primordial, pela Torre de Babel, atravessa a velha Jerusalém e Roma e termina no Novo Céu e na Nova Terra.
Não percamos a esperança e saibamos esperar a Nova Jerusalém. Olhemos os sinais dos tempos com paciência e fé no combate decisivo que virá.
 
Inscreva-se em nosso canal no Telegram: https://t.me/editoradanubio

Artigos recentes

Mito e Apocalipse

Nós, modernos, preferimos acreditar que o passado era inteiramente primitivo, que o progresso foi gradual e “evolutivo”. Preferimos acreditar que não houve Era Dourada, nem gigantes ou heróis, nem dilúvio, nem mundo antediluviano.

O Dia do Juízo (conto)

Depois de quarenta minutos, porém, algo de novo pareceu acontecer, uma insinuação, um detalhe, uma disputa, que elevou o tom de voz, e despertou do torpor um segurança, a taquígrafa e o cameraman da TV Justiça.

Uma Mensagem para o Futuro

Não é possível ficar indiferente aos escritos de Jeffrey Nyquist. As análises políticas e os prognósticos manifestos em seus artigos e livros provocam incômodo e insatisfação. Ele não traz boas notícias sobre o futuro, não escreve para agradar. Seu compromisso é com a sinceridade e com a mais estrita honestidade intelectual.

Da Direita Moderna à Direita Tradicional

R$74,90

Em estoque

Detalhes do autor

Cesar Ranquetat Jr

Graduado em Direito, Mestre em Ciências Sociais pela PUC-RS e Doutor em Antropologia Social pela UFRGS. No 1º semestre de 2018 realizou estágio de pós-doutorado na Universidade Pontifícia Comillas de Madri-Espanha, com a orientação do professor e jurista Miguel Ayuso.

Autor do livro Da Direita Moderna à Direita Tradicional.

1 Comentário

  1. André Bartholomeu Fernandes

    Professor César Ranquetat Jr. é um herdeiro dos grandes pensadores ibéricos do catolicismo. Merece estar sempre com sua voz ouvida. Parabéns por publicá-lo.

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X