Um grande romance

Um grande romance

Certos livros sofrem a má sorte de ficarem desconhecidos, justamente porque todo o mundo os conhece. Todo o mundo aprende a língua italiana nos Promessi sposi, de Manzoni, e quatro gerações de colegiais italianos aborreceram-se desse romance, transformado em livro escolar

read more
O eclipse da Igreja

O eclipse da Igreja

Em La Salette, Nossa Senhora nos avisou: “Roma perderá a fé e se tornará a sede do Anticristo”. Não será a Santa Igreja, indefectível pelas promessas de Cristo, que perderá a Fé: será a seita que ocupa a Sé do Santíssimo Pedro e que hoje vemos propagando o anti-evangelho da Nova Ordem Mundial.

read more
Afinal, para que servem as ciências humanas?

Afinal, para que servem as ciências humanas?

O mundo moderno só consegue atribuir valor ao que tem utilidade prática imediata, ao mesmo tempo que luta por manter as coisas que realmente importam e não tem utilidade prática alguma, como o amor consciente que só se observa na espécie humana, o simples ato de ouvir uma música, jogar com os amigos ou bater papo com alguma pessoa querida.

read more
Como acompanhar as notícias

Como acompanhar as notícias

Resolvi me afastar para ler os livros que sentia que precisava e que não estava tendo tempo. Cerca de alguns meses depois, em conversa com amigos sobre as notícias mais recentes, sobre as quais eu pouco ou nada sabia, percebi que a apreensão e interpretação deles era incrivelmente superficial e eu, apesar de distante das notícias, entendia muito melhor o contexto em que elas haviam ocorrido.

read more
O Poder Americano

O Poder Americano

A obsessão antiamericana de certa esquerda romântica é sem dúvida alguma um erro geopolítico primário, uma postura inaceitável e imatura que, dentre outras coisas, expressa um complexo de inferioridade frente ao gigante do Norte. Mas há outra postura igualmente equivocada que consiste na exaltação acrítica e eufórica da civilização americana.

read more
O espírito burguês

O espírito burguês

O rico, escravizado espiritualmente pela prosperidade e dominado pela ambição de escravizar os outros, é um prisioneiro do “mundo”; e é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que uma pessoa assim entrar no reino de Deus.

read more
X